As causas da otite variam de acordo com o seu tipo:

  • Externas de repetição;
  • Otites médias de repetição.

Externas de repetição

No caso das otites externas, tanto em crianças quanto em adultos. Uma das principais causas de recorrência é justamente a manipulação do conduto auditivo. Usar cotonete, coçar com a unha ou tentar “remover cera” de várias formas acaba machucando a pele do conduto e gerando inflamações recorrentes.

É bem verdade que em muitos casos a criança faz isso porque sente coceira, devendo-se então tratar o prurido (sensação incômoda na pele que leva a coçar, devido à liberação de substâncias químicas pelo organismo). Com medicação em gotas no ouvido para quebrar o círculo vicioso.

Algumas pessoas têm realmente uma propensão a otites externas. Estes devem tomar maiores cuidado para manter a pele do conduto auditivo seca, usando tampões para mergulhar. O uso do tampão, no entanto, não é necessário para todos os casos, é muito menos recomendado para pessoas que não tenham otites de repetição.

Otites médias de repetição

Em relação à otite média, as causas são bem diferentes e o controle da recorrência, mais difícil. A otite média costuma advir de um quadro de resfriado, mas isso não é obrigatório. Algumas crianças reclamam de muita dor no ouvido, mas sem febre, enquanto outras apresentam febre alta quase sem dor de ouvido, o que seria uma otite silenciosa. Ou seja, os sintomas variam bastante e é preciso ficar atento para medicar por um especialista em Otorrino.

 

 

Fundada pelo Dr. José Pinto Brandão em 1970, a Clínica José Pinto Brandão que leva o seu nome na cidade de Campina Grande, conta com uma equipe de otorrinolaringologistas, fonoaudiólogos e cirurgião de cabeça e pescoço, tratando também de atendimentos específicos através da Clínica do Sono.

Sinusite